Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

segunda-feira

Deficiência física


Meu pé esquerdo (1989) - o director Jim Sheridan leva às telas a história de Christy Brown, filho de uma humilde família irlandesa, que apesar de sofrer de paralisia cerebral desde que nasceu, que lhe tira todos os movimentos do corpo, com a excepção do pé esquerdo, conseguiu mostrar ao mundo sua inteligência e talento através da arte.
A categoria de crianças com deficiências físicas e outros problemas de saúde refere-se a uma variedade de condições não sensoriais que afectam o bem estar da criança e que podem criar problemas de educação especial em torno da mobilidade, vitalidade física e auto-imagem. Incluídas nessa categoria ampla estão condições como más formações congénitas, epilepsia, distrofia muscular, asma, febre reumática, paralisia cerebral e diabetes.

Alguns distúrbios, como paralisia cerebral, afectam a aparência física de um indivíduo, criando portanto um problema secundário importante, que deve ser tratado. A intensidade com que uma condição pode afectar uma criança varia muito.
Por exemplo, casos graves de asma podem resultar em mobilidade limitada, postura curvada e aparência incomum, pois a criança tem dificuldade contínua para respirar; entretanto, na maioria dos casos, as crianças com asma, bem como as com epilepsia ou diabetes, não têm aparência física diferente da criança normal, excepto em condições de ataque agudo.
Devido aos problemas de mobilidade e vitalidade física, alguns desses jovens permanecem presos ao lar e precisam receber alguma instrução especial em casa, por telefone ou através de professores visitantes que lhes levam as lições. Entretanto, a maioria dessas crianças é capaz de frequentar a escola em base considerávelmente regular.
Os problemas que a escola pode ter na adaptação do programa para essas crianças estão relacionados à vitalidade física, mobilidade de cada criança, somados aos seus próprios sentimentos a respeito de si mesmo e da sua deficiência, conforme vistos através de normas comportamentais e sociais das crianças de sua própria idade.

Certamente essas crianças têm sentimentos a respeito de injustiça da vida para com elas, uma reacção do tipo - " Porque é que isto aconteceu comigo? "
Pode ser útil para um pai ou um professor permitir que elas expressem essas emoções e que estes sintam empatia em relação a elas.
Um dos maiores pesos que muitas crianças e adultos com deficiências físicas precisam de carregar é a repulsa e o comportamento de repulsa e de retraimento que muitas pessoas manifestam quando vêem um indivíduo com uma deficiência física óbvia.
O autoconceito de uma criança com deficiência física depende, de certo modo, da atitude das outras pessoas em relação a ela.

Sem comentários:

Enviar um comentário