Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

domingo

Carl Rogers (1902-1987)

Carl Rogers nasceu em Chicago em 1902. Formado em História e Psicologia, aplicou à educação princípios da psicologia clínica, foi psicoterapeuta por mais de 30 anos. Rogers é considerado um representante da corrente humanista, não directiva, em educação.
Concebe o ser humano como fundamentalmente bom e curioso, que, porém, precisa de ajuda para poder evoluir. Eis a razão da necessidade de técnicas de intervenção facilitadoras.

O rogerianismo na educação, aparece como um movimento complexo que implica uma filosofia da educação, uma teoria da aprendizagem, uma prática baseada em pesquisas, uma tecnologia educacional e uma acção política. Acção política, no sentido de que, para desenvolver-se uma educação centrada na pessoa, é preciso que as estruturas da instituição escola mudem.

Aprendizagem significativa em psicoterapia
Por aprendizagem significativa entende-se uma aprendizagem que é mais do que uma acumulação de factos. É uma aprendizagem que provoca uma modificação, quer seja no comportamento do indivíduo, na orientação futura que escolhe ou nas suas atitudes e personalidade. É uma aprendizagem penetrante, que não se limita a um aumento de conhecimentos, mas que penetra profundamente todas as parcelas da sua existência, segundo Rogers.

As condições de aprendizagem em psicoterapia:- Enfrentando um problema;
- O terapeuta precisa possuir um considerável grau de congruência na relação;
- Consideração positiva incondicional;
- Compreensão empática;
- Necessidade que o terapeuta consiga comunicar ao cliente as condições anteriores.

Implicações no domínio da Educação
Necessidade da aprendizagem ser significativa, o que acontece mais facilmente quando as situações são percebidas como problemáticas, portanto pode-se dizer que só se aprende aquilo que é necessário, não se pode ensinar diretamente a nenhuma pessoa;

Autenticidade do professor, isto é, a aprendizagem pode ser facilitada se ele for congruente. Isso implica que o professor tenha uma consciência plena das atitudes que assume, sentindo-se receptivo perante seus sentimentos reais, tornando-se uma pessoa real na relação com seus alunos;

Aceitação e compreensão: a aprendizagem significativa é possível se o professor for capaz de aceitar o aluno tal como ele é, compreendendo os sentimentos que este manifesta, pois a aprendizagem autêntica é baseada na aceitação incondicional do outro;

Tendência dos alunos para se afirmarem, isto é , os estudantes que estão em contacto real com os problemas da vida, procuram aprender, desejam crescer e descobrir, querem criar, o que, pressupõe uma confiança básica na pessoa, no seu próprio crescimento;

A função do professor consistiria no desenvolvimento de uma relação pessoal com seus alunos e de o estabelecimento de um clima nas aulas que possibilitasse a realização natural dessas tendências; portanto o professor é um facilitador da aprendizagem significativa, fazendo parte do grupo e não estando colocado acima dele; este também é um dos pressupostos básicos da teoria de Rogers, ou seja, o aspecto interaccional da situação de aprendizagem, visando às relações interpessoais e intergrupais;o professor e o aluno são co-responsáveis pela aprendizagem, não havendo avaliação externa, a auto-avaliação deve ser incentivada;

Implica uma filosofia democrática;

Organização pedagógica flexível;

É por meio de actos que se adquire aprendizagens mais significativas;

A aprendizagem mais socialmente útil, no mundo moderno, é a do próprio processo de aprendizagem, uma contínua abertura à experiência e à incorporação, dentro de si mesmo, do processo de mudança.

Como metodologia, a não-directividade é característica. É um método não estruturante de processo de aprendizagem, pelo qual o professor não interfere directamente no campo cognitivo e afectivo do aluno. Na verdade, Rogers pressupõe que o professor dirija o estudante às suas próprias experiências, para que, a partir delas, o aluno se auto dirija. Rogers propõe a sensibilização, a afectividade e a motivação como factores actuantes na construção do conhecimento.
Uma das ideias mais importantes na obra de Rogers é a de que a pessoa é capaz de controlar seu próprio desenvolvimento e isso ninguém pode fazer por ela.

Fonte: Centro de referência educacional

Sem comentários:

Enviar um comentário