Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

segunda-feira

Dor de cabeça em crianças

As crianças também sentem cefaleias (dores de cabeça). O uso exagerado do computador, de jogos de vídeo e da televisão, juntamente com poucas horas de sono, são as principais causas que provocam cefaleias nos mais pequenos.
No entanto, os especialistas atribuem a ocorrência dessa doença também ao stress e à ingestão de alguns alimentos ou bebidas. Quando uma criança reclama de dor de cabeça, devemos escutá-la e dar-lhe atenção. Pode ser que sua dor esteja relacionada com problemas físicos ou emocionais, ou com algum sintoma grave. Em todo caso, merece atenção.
Se a criança se queixa que a cabeça dói e não tem relação com alguma enfermidade ou mal-estar físico, e se a dor que sente é forte e não atenua, deve levá-la ao pediatra. Uma criança que sente dor de cabeça com muita frequência também deve ser levada ao médico, para descartar qualquer outro tipo de doença.

Sintomas que acompanham as cefaleias
Normalmente, uma dor de cabeça se caracteriza-se por uma dor pulsátil, palpitante, como pancadas de um martelo num ou em ambos os lados da cabeça. Muitas vezes a dor é tão forte que pode provocar enjôos, tonturas e vómitos, queda de pressão, incómodos estomacais e inclusive sensibilidade a ruídos, cheiros e à luz. Podem durar minutos ou horas, e em alguns casos, dias.
A maioria das dores de cabeça, origina-se fora do crânio, nos nervos, nos vasos sanguíneos e nos músculos que recobrem a cabeça e o pescoço. Os músculos ou vasos sanguíneos podem inflamar ou podem experimentar outras mudanças que estimulam ou exercem pressão sobre os nervos circundantes. Esses nervos enviam um bombardeio de mensagens de dor ao cérebro, o que provoca a dor de cabeça.

Causas da cefaleia infantil
São muitas as situações que podem desencadear na dor de cabeça das crianças:
- Efeito de alguns medicamentos.
- Falta de sono.
- Alimentação desequilibrada (muito açúcar, café, chocolate, massas, gorduras, etc.).
- Lesões físicas.
- Alterações hormonais.
- Desidratação.
- Stress, cansaço e fadiga.
- Uso exagerado de aparelhos como a televisão, o computador e aparelhos sonoros.
- Ansiedade.
- Ambientes onde permitem o uso de cigarros.
- A ingestão ou cheiro de subtâncias fortes e irritantes.
- Ruídos fortes.
- Problemas de visão.

Cerca de 10% das cefaleias são provocadas por outros transtornos médicos, como são o caso das infecções de ouvido e dos seios nasais, as gripes e infecções urinárias.

Prevenção da dor de cabeça
Nos últimos anos, a cefaleia está a converter-se numa doença cada vez mais comum entre as crianças. Em muitos casos, chega a afectar os estudos e as suas habilidades físicas e motoras. Por essa razão é necessária a prevenção.
- É importante que a criança tenha um vida equilibrada. Isso implica que ela tenha tempo para comer, dormir, estudar, descansar, e brincar.
- É recomendável também que se limite o tempo que a criança fica em frente à televisão, dos jogos de vídeo ou do computador.
- Se a criança tem que tomar algum medicamento, pergunte ao médico sobre os efeitos colaterais do mesmo.
- E esteja atento ao que a criança come. Faça com que a criança tenha uma alimentação equilibrada, e que contenha os nutrientes e as vitaminas que ela necessita.
- No mais, não medique a criança por causa de uma dor de cabeça. Os medicamentos devem ser sempre prescritos por um médico.

Para aliviar a dor de cabeça da criança, o melhor é deitá-la num quarto fresco, escuro e silencioso, colocar um pano húmido e fresco na testa ou sobre os olhos, e pedir-lhe que relaxe e que respire fundo. Se a criança gostar, coloque uma música tranquila.

Fonte: Guia infantil

1 comentário:

  1. Gostei muito do site irei freqüentá-lo mais vezes. Uma dica que eu dou é o site http://cefaleias.com.br , tem muita informações sobre enxaqueca, dor de cabeça, e cefaléia em salvas. Espero que gostem da dica.

    ResponderEliminar