Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

sábado

O uso do cinto de segurança durante a gravidez

Um novo estudo da Universidade do Michigan vem reforçar a importância do uso do cinto de segurança durante a gravidez.
Segundo Mark D. Pearlman, do Departmento de Obstetrícia e Ginecologia (um dos autores do estudo), dos 370 fetos que morrem anualmente nos E.U.A. em consequência de acidentes de viação, cerca de 200 seriam salvos se as gestantes usassem sempre cinto de segurança.

Algumas mulheres têm muito receio porque julgam que o cinto magoará o seu bebé nascituro em caso de acidente. Este estudo mostra que o oposto é verdade, que os cintos de segurança protegem claramente o feto. É muito claro, com base neste estudo, que uma mulher grávida deve colocar o cinto de segurança sempre que está dentro de um automóvel.
Embora sejam relativos aos E.U.A. este estudo apresenta alguns factos relevantes que devem merecer muita atenção:
- Cerca de 6 a 7% das mulheres grávidas estão envolvidas num acidente de viação durante o período de gravidez.
- Há mais mortes de fetos por acidentes rodoviários do que mortes de crianças durante o seu primeiro ano de vida devido a acidentes de viação.
- O uso adequado de cintos de segurança por todas as mulheres grávidas preveniria, aproximadamente, 84% de todas as consequências adversas para o feto devido a acidentes de automóvel.

Com base nestes dados, o medo de prejudicar o feto, o desconforto que o cinto provoca ou o puro e simples esquecimento não devem servir de desculpa para não usar o cinto de segurança durante a gravidez. Este deve ser usado do seguinte modo:
- Use o cinto de segurança na parte inferior do abdómen;
- Use a precinta diagonal posicionada lateralmente ao útero, entre os peitos.
- Se não usava o cinto de segurança habitualmente, use-o pelo seu filho.

Fonte: American Journal of Obstetrics & Gynecology (Vol. 198, Issue 4, April 2008)

Sem comentários:

Enviar um comentário