Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

quinta-feira

TEACCH (Treatment and Education of Autistic and Related Comunication Handicapped Children)

O TEACCH - tratamento e educação de crianças autistas e com perturbações da comunicação - é um programa que:
- Respeita e adequa-se às características de cada criança;
- Centra-se nas áreas fortes encontradas no autismo;
- É adaptado à funcionalidade e necessidades de cada criança;
- Envolve a família e todos os que intervêm no processo educativo;
- Diminui as dificuldades ao nível da linguagem receptiva;
- Aumenta as possibilidades de comunicação;
- Permite diversidade de contextos;

Segundo Schopler, são quatro as componentes principais do ensino estruturado:
1. Estruturação física
2. Informação visual
3. Plano de trabalho
4. Pistas facilitadoras do desempenho

Exemplo de programa TEACCH

Estruturação física (as áreas de trabalho)São seis as áreas de aprendizagem que, habitualmente, compõem uma sala TEACCH:


1. Aprender -área de ensino individualizado

  • Privilegia o desenvolvimento de novas aprendizagens;
  • Desenvolve a atenção e concentração;
  • Facilita a interacção e a focalização do olhar;
  • De frente para o adulto e de costas para factores de distracção.
2. Trabalhar -área de trabalho individual e autónomo
O gabinete de trabalho permite:
  • Redução de estímulos distractores;
  • Focalizar a atenção nos aspectos importantes da tarefa;
  • O plano de trabalho indica à criança as actividades a realizar e a sua sequência;
  • As tarefas propostas estão organizadas em caixas individuais.
3. Brincar
  • É um local para brincar e, principalmente, para aprender a brincar;
  • É um espaço de relaxamento, lazer;
  • Promove a escolha de brincadeiras e o desenvolvimento de actividades com os pares;
  • Possibilita a imitação de actividades da vida diária;
  • Dispõe de brinquedos, almofadas, espelho, música.
4. Computador


Espaço para o trabalho com o computador:
  • Facilita a atenção e a concentração;
  • Permite consolidar aprendizagens;
  • Ajuda a minimizar dificuldades na escrita.
5. Trabalho de grupo
  • Zona para a promoção da interacção social;
  • Estimula a partilha e o trabalho com os pares;
  • Fomenta a diversificação de actividades.
6. Reunião
  • Zona para a exploração de objectos, imagens, sons e gestos;
  • Desenvolvimento de competências ao nível das noções espacio-temporais, autonomia, compreensão de ordens verbais.
Área de Transição

  • Local onde se encontram os horários individuais de cada aluno;
  • O aluno dirige-se a esta zona da sala sempre que termine uma actividade ou que necessite de consultar o seu horário individual;
  • Cartão de transição indica ao aluno que se deve dirigir a esta zona.
Informação Visual - informação visual da própria sala:

  • Áreas de trabalho identificadas;
  • Perceber em que espaço vão ser realizadas as tarefas;
  • Informação visual do próprio aluno (horário individual).
Horários visuais claros auxiliam os alunos com autismo:

  • Minimizam os problemas de memória e atenção;
  • Reduzem problemas relacionados com a noção de tempo e organização;
  • Compensam as dificuldades ao nível da linguagem receptiva;
  • Motivam o aluno a realizar as actividades;
  • Mostra as actividades a realizar e em que sequência;
  • Previne a desorganização interior e as crises de angústia;
  • Possibilita a independência e autonomia.
Plano de Trabalho
- Mostra as tarefas a realizar na área de trabalho;
- Ajuda a perceber o que é esperado dele, a organizar o seu trabalho e a completar as suas tarefas;
- É composto por imagens, palavras, objectos reais;
- Fornece informações tão importantes como:
Que tarefas realizar;
Quantidade de tarefas a elaborar;
Noção de sequência temporal;
- O cartão de transição informa o aluno que deverá dirigir-se à área de transição e consultar o seu horário.
Fonte: Cap Funchal

Sem comentários:

Enviar um comentário