Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

sábado

Distonia


A distonia é uma doença do sistema nervoso, cuja principal característica é o movimento involuntário dos músculos (espasmos), provocando movimentos e posições anormais de uma parte ou da totalidade do corpo. Há uma paragem repentina do movimento da pessoa, provocada pela contracção involuntária, lenta e repetitiva do músculo.

As causas desta doença ainda não são totalmente conhecidas. Em alguns casos poderá ser causada por um desiquilíbrio químico numa zona particular do cérebro. Os basal ganglia regulam as numerosas contracções muculares necessárias para mover o corpo. Se se encontram danificados, os músculos errados contraem-se quando tentamos mover-nos ou contraem-se desnecessariamente mesmo quando não os queremos mover, causando torções descontroladas, tremores e contracções. Estes espasmos são conhecidos como movimentos distónicos.

Alguns distónicos podem ter sofrido qualquer doença ou acidente que lhes tenha danificado os basal ganglia (distonia secundária). Na maioria dos casos a causa para o aparecimento da distonia é desconhecida. Nesta situação considera-se que a distonia é primária ou idiopática.

Como não se sabe ao certo qual a causa da doença, torna-se difícil tratar a causa da doença. Por este motivo, o tratamento é destinado ao alívio dos sintomas.
O tratamento pode ser feito com medicamentos, com a toxina botulínica ou cirúrgico.

O tratamento farmacológico, ajuda a controlar os movimentos e a reduzir as contracções. É mais eficaz nas distonias generalizadas da criança.
A toxina botulínica impede a contracção muscular porque paralisa os músculos implicados. Esta toxina é injectada nos músculos afectados. É mais eficaz nas distonias focais e segmentares do adulto. Este tratamento é feito em média de 3 em 3 meses, de forma a não haver regressão dos sintomas.

O tratamento cirúrgico é destinado aos doentes que não beneficiam com os anteriores. A cirurgia retira ou faz lesão cirúrgica dos nervos ou órgãos necessários.
Pode ser colocado cirurgicamente um neuroestimulador recarregável, que controla grande parte das contracções involuntárias.

Sem comentários:

Enviar um comentário