Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal

quarta-feira

Dislexia


A Dislexia corresponde a uma perturbação a nível da leitura e escrita, cuja frequência tem vindo a aumentar progressivamente.
O termo Dislexia é aplicável a uma situação na qual a criança é incapaz de ler com a mesma facilidade com que lêem as crianças do mesmo grupo etário, apesar de possuir uma inteligência normal, saúde e órgãos sensoriais intactos, liberdade emocional, motivação e incentivos normais, bem como instrução adequada.

À medida que o tempo passa, aumenta o número de crianças que terminam o seu período escolar obrigatório sem a fluência de leitura e escrita que se considera adequada.
Trata-se de um problema social grave que tem preocupado pais, educadores, psicólogos e médicos. Dessa preocupação tem resultado, a nível mundial, a procura de processos capazes de debelar a situação. Ao longo das últimas décadas essa procura tem conduzido a magros resultados. É de supôr que os resultados pouco satisfatórios, até então obtidos, resultem de uma abordagem incompleta do problema Dislexia.

A observação e acompanhamento de crianças disléxicas mostram que estas apresentam perturbações que ultrapassam, em larga escala, a simples função da leitura.
O estudo do seu sistema proprioceptivo tem vindo a mostrar alterações profundas que não parecem ser independentes das perturbações disléxicas.
O tratamento dessas perturbações proprioceptivas tem mostrado, também, uma modificação altamente positiva no que concerne à aprendizagem da leitura e escrita.

Associada à Dislexia encontra-se, a maior parte das vezes, uma Disgrafia, ou seja, dificuldades da transcrição escrita da linguagem falada.
A nível gráfico são frequentes as confusões, as omissões e as inversões. A apresentação é defeituosa, de tal modo que, muitas vezes, a criança não consegue seguir as linhas.
Os seus textos pecam por falta de pontuação ou, quando existe, é colocada de forma anárquica. A sintaxe é defeituosa e há uma má compreensão das funções dos vários elementos da frase (sujeito, predicado e complementos ).
Frequentemente alvo de troça, abandonada à sua «sorte», a criança começa a repetir anos e a perder cada vez mais o interesse pela escola, a qual vê transformada num elemento extremamente agressivo, desencadeando processos de hostilidade e fuga.

Sintomatologia da Dislexia
Antes da escolaridade:
  • Se a criança começa a andar tardiamente,
  • Se cai com frequência,
  • Se começa a falar tarde,
  • Se utiliza uma linguagem “abebesada” até aos 4/5 anos,
 Depois da entrada para a Escola:
  • Se tiver dificuldade em copiar,
  • Se trocar as letras,
  • Se escrever em espelho,
  • Se tiver dificuldade em descodificar os sons,
  • Se ler e escrever “deitada” por cima da mesa,
  • Se ficar cansada rapidamente ao ler e escrever,
  • Se tiver dificuldade no esquema corporal,
 Então aconselha-se um exame neuropsicológico urgente pois pode tratar-se de uma Dislexia.

 Fonte: CPTD

Sem comentários:

Enviar um comentário